Política

TJ suspende por 90 dias a desocupa�óo em Valinhos

Piloto, Avion, Aviones
Desempleo registró leve baja y llegó a 7,2% en el trimestre mayo - julio

Cedoc/RAC

TJ suspende por 90 dias a desocupa�óo em Valinhos

O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo acolheu ontem o pedido do Ministério Público Estadual (MPE) e suspendeu por 90 dias a ação que previa a reintegração de posse da ocupação Acampamento Marielle Vive!, movida pela Fazenda Eldorado Empreendimentos Imobiliários, no município de Valinhos. Cerca de 1,2 mil famílias estão no local a mais de um ano. Na ação encaminhada à Justiça, a defensoria pública argumentou que as provas de que o local estava sendo usado pelo proprietário não eram suficientes para que o pedido da empresa fosse acatado. A defensoria ainda alegou que as famílias que vivem no espaço estão em situação de vulnerabilidade social e que, caso fossem despejadas, não teriam para onde ir. No dia 12 de agosto, a juíza de 1º instância, Bianca Vasconcelos, determinou o despejo das famílias, que desde o dia 14 de abril de 2018 vivem na área. Em caráter de urgência, a juíza estabeleceu 15 dias úteis para saída voluntária após publicação da decisão. Atropelamento Um motorista avançou com o veículo sobre moradores de uma ocupação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Valinhos (SP), em julho, e matou Luis Ferreira da Costa, de 72 anos. O grupo fazia uma manifestação no momento da ocorrência. Outras cinco pessoas, entre elas um jornalista que gravava o ato, ficaram feridas. O motorista fugiu do local do, mas foi preso em Atibaia (SP) no fim da tarde, após ter o carro identificado por o vídeo de um ônibus parado na manifestação e que flagrou o atropelamento. Levado ao plantão policial de Valinhos, o vendedor Leo Luiz Ribeiro, de 60 anos, confessou o crime. Ocupação Atualmente no Marielle Vive! moram cerca de 1.200 famílias. A ocupação, que começou com 700 famílias, já completou um ano. O cotidiano no acampamento, segundo a coordenação, é dinâmico e complexo, com atividades entre todos que participam da invasão.