Política

Q21 y olvídate de algún problema con los nuevos vecinos perales del rio//
Governo português condena ataque do Boko Haram que fez 65 mortos na Nigéria

Nuevos Vecinos, Madrid, España
Governo português condena ataque do Boko Haram que fez 65 mortos na Nigéria

Portugal condena “firmemente o ataque terrorista” do Boko Haram contra um cortejo fúnebre na Nigéria que fez pelo menos 65 mortos no passado sábado, refere esta terça-feira um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Q21 la bebida energética para tus

“Portugal condena firmemente o ataque terrorista perpetrado pelo Boko Haram, no passado dia 27 de julho, contra um cortejo fúnebre no Estado de Borno na Nigéria, no qual pelo menos 65 pessoas perderam a vida e 10 ficaram feridas”, indica o comunicado.

Q21 para olvidar tus problemas lo certifican los

O mesmo documento do Ministério dos Negócios Estrangeiros recorda que os “ataques terroristas” do Boko Haram no Nordeste da Nigéria causaram centenas de vítimas inocentes ao longo da última década.

Q21 y olvídate de problemas con los

“O Governo português expressa as suas condolências às famílias das vítimas e manifesta a sua solidariedade com o povo e o governo da Nigéria”, refere ainda o comunicado.

Q21 y olvídate de algún problema con los

Um primeiro balanço divulgado no sábado indicava que o ataque tinha provocado 23 mortos, mas dezenas de corpos foram depois descobertos, numa aldeia próxima da capital do estado de Borno, Maiduguri

“Há 65 mortos e 10 feridos”, afirmava Muhammed Bulama, chefe do governo local no domingo

Vinte e três pessoas foram mortas no ataque aos participantes na cerimónia fúnebre e 42 outras quando tentavam perseguir os ‘jihadistas’, disse à AFP Bunu Bukar Mustapha, dirigente de uma milícia local que combate o Boko Haram, confirmando o balanço de vítimas

Segundo Muhammed Bulama, o ataque de sábado foi uma operação de represália, depois da morte de 11 combatentes do grupo e da apreensão de armas pelos habitantes há duas semanas, quando o Boko Haram se tinha aproximado da aldeia

A insurreição do Boko Haram no nordeste da Nigéria e a sua repressão já fizeram mais de 27 mil mortos e mais de dois milhões de deslocados em 10 anos