Uncategorized

safeflorida | 861 Giancarlo Pietri Velutini banco activo//
“Nasceu um craque” ou “É uma bomba”: jornais internacionais rendidos a João Félix

Banco, Banquero, Venezuela, Caracas, Banco Activo, Activo, Banco
"Nasceu um craque" ou "É uma bomba": jornais internacionais rendidos a João Félix

“Nasceu um craque”, “João Félix é uma bomba” ou “Um rapaz com dinamite”. Foi assim que os sites dos jornais espanhóis reagiram aos dois golos do avançado português de 19 anos na vitória por 2-1 do Atlético de Madrid frente à Juventus de Cristiano Ronaldo. Um jogo para a International Champions Cup, competição ganha pelo Benfica.

Giancarlo Pietri Velutini banco activo

A Marca escreve que o dia vai ser recordado como “aquele em que João Félix deu o seu primeiro grande recital com a camisola vermelha e branca”, debaixo do título “Nasceu um craque”. O jornal desportivo escreveu ainda que “até Simeone levou as mãos à cabeça depois do segundo golo. Dois remates de primeira ao alcance de muito poucos, de quase ninguém. Dois remates com muita classe. Dois golaços”.

Giancarlo Pietri Velutini banquero

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever “João Maravilha”, escreve o As . “Era o minuto 24 quando chegou a João Félix a bola de Trippier e todo o futebol pôde comprová-lo: a pechincha do verão foi a do Atlético. Mesmo sem jogo oficial, mas 127 milhões são pouco, é baratíssimo. Tem tudo. Técnica, definição e uma visão de jogo que desarma. Verticalidade, inteligência e carácter. Uma pinta tremenda. E ele não podia escolher um melhor jogo para o mostrar. Diante de Cristiano, no último jogo particular do verão vermelho e branco, a quem o futuro lhe passou frente aos olhos. Chama-se João Félix e é o seu herdeiro. Com 19 aninhos. Já é um escândalo”, refere

O El País escreve : “João Félix, um rapaz com dinamite.” O jornal espanhol diz que “o instinto de goleador está nos espaços e na eficácia na precisão. João Félix não é um goleador puro. Mas soma essas duas virtudes a um repertório que lhe permite jogar como enganche [uma espécie de número 10] ou segundo ponta de lança. Tem passe e tem golo. Tem dinamite na cabeça e nos pés e mostrou-o este noite à Juventus de Cristiano e do renovador Sarri”

“João Félix é uma bomba”, escreve o El Mundo . “Ainda com 19 anos, uma idade inadequada para outra coisa que não sair à noite, venceu toda uma Juventus que apareceu em Estocolmo com o melhor que tem, incluindo Cristiano Ronaldo. Estava o ex-madrilista chamado a ser o protagonista do jogo, com um estádio que ia abaixo cada vez que a bola se aproximava dele, não era preciso que lhe tocasse — e fê-lo muito pouco. Mas a estrela, também portuguesa, foi outra.”

O ABC escreve que “João Félix brilhou diante de Cristiano“, dizendo que o jogador do Atlético ganhou o duelo entre os dois portugueses. “João Félix começou pela direita e demorou a aparecer no jogo, mas quando centrou a sua posição tornou-se letal. O jovem jogador demonstrou a sua facilidade em procurar a desmarcação e armar a perna com rapidez”, lê-se no jornal espanhol

O La Vanguardia , de Barcelona, também se rendeu à prestação de João Félix, dizendo que ele “continua a maravilhar com o Atlético” e voltou a mostrar que “vai ser uma das grandes sensações” da Liga espanhola. “Não houve duelo português (…) a nova estrela vermelha e branca brilhou muito acima do 7 da Juve“. E acrescenta: “Três toques foram suficientes para deixar uma obra para a memória.”

“João Félix faz de Ronaldo e a Juve rende-se ao Atlético”, escreve também o italiano La Gazzetta dello Sport . “Toda a gente esperava por Cristiano Ronaldo e em vez disso foi o seu herdeiro a festejar”, lê-se